Skip to content
August 22, 2013 / por Livia

Dia 12: Phi Phi

Logo cedo uma van (estou sendo bem generosa, aquilo estava mais para um pau de arara…) passou no nosso hotel, buscou umas outras pessoas no meio do caminho e todos nós seguimos para o pier de Krabi. De lá entramos no ferry para Phi Phi e o percurso demorou mais ou menos 2 horas. Vale a pena levar uma blusa na mochila pois o ar condicionado é bem forte. Para quem tem problemas de enjoo em barcos e afins, um Draminzinho é indispensável. Nos Estados Unidos existe uma versão de Dramin “non drowsy” (que não dá sono), valeu a pena ter levado, caso contrário teria capotado de sono nesse e em vários outros momentos da viagem em que precisei da ajuda do santo Dramin!

DSC00434

DSC00437

Chegada em Phi Phi e recepção com as plaquinhas

Chegamos em Phi Phi umas 11h e um funcionário do nosso hotel nos aguardava no pier pronto para levar nossas malas em um carrinho. A caminhada até o hotel durou uns 15 minutos e tivemos que esperar um tempinho até que o check in fosse liberado. Quando finalmente entramos no quarto, tivemos uma surpresa desagradável: o quarto era horrível, escuro, tinha um cheiro estranho e ao invés de uma cama de casal havia duas de solteiro. Fomos até a recepção, educadamente mostramos o comprovante de reserva (com quarto com cama de casal) para o funcionário da recepção e ele disse que não poderia fazer nada pois aquele era o único quarto disponível. Além disso, ele foi mega grosso e basicamente disse “Os incomodados que se mudem”. Quem me conhece sabe que eu não sou uma pessoa fresca mas não existia a menor possibilidade de ficar naquele hotel,  ainda mais depois da grosseria do cara da recepção. Trabalho com marketing e não tolero esse tipo de coisa, sou mega crítica com serviços! Enfim, quem estiver lendo esse post, jamais considere ficar no Andaman Beach Resort.

Agora vocês me perguntam… “Como você, Livia, uma review freak não pesquisou antes sobre o hotel?”. A resposta é a seguinte: pelo que pesquisei, não existe uma opção “ok” em Phi Phi. Não encontrei nenhum hotel bem localizado com nota de review acima de 7. Ou você fica nos resorts que são maravilhosos (praia particular, serviço top etc) porém mega isolados de tudo ou você fica em um hotel “meia boca” (e caro pelo que oferece) no “centrinho” de Phi Phi.  Eu tenho a seguinte opinião sobre resorts: se for para ficar em um resort, eu não preciso ir até a Tailândia, basta ir até o Guarujá (praia pertinho de SP), entendem? Todo o resort é mais ou menos igual, o serviço é maravilhoso mas você fica totalmente isolado da “cultura local”. Eu adoro andar, visitar as feirinhas, queria conhecer praias diferentes e, a princípio, ficar em um resort não estava nos meus planos. Enfim… depois da decepção com o hotel (graças a Deus acho que essa foi a  única confusão na viagem inteira), o Celso saiu para procurar um outro lugar enquanto eu fiquei sentada com as nossas malas. Alguns minutos depois ele voltou dizendo que havia conseguido um quarto no Phi Phi Villa Resort. Não se enganem pelo nome, apesar de ser um “resort” o hotel era bem mais ou menos. Andamos bastante pela ilha e percebemos que o nosso hotel era um dos mais bonitinhos e “arrumados”, no entanto, se eu tivesse que dar uma nota de 0 a 10 eu daria uns 5 no máximo.

phiphi

DSC00488

Speedo boy em Phi Phi

Deixamos nossas coisas no hotel e seguimos de long tail boat para praia de Long Beach. Ficamos lá durante a tarde inteira e almoçamos no restaurante de um dos hotéis que ficava na beira da praia. No caminho de volta para o hotel, decidimos ir caminhando pela praia, passamos no meio de umas pedras, uma mini praia que não sei o nome e depois de uns 45 minutos chegamos até o hotel, a caminhada foi bem agradável.DSC00447 DSC00452 DSC00473 DSC00514

No final do dia fomos passear pelo “centrinho”, comemos algo rapidinho e fomos pesquisar as operadoras de mergulho pois o Celso estava louco para mergulhar (ele tem a certificação da PADI). Não sei se foi o sono, estava muito cansada e sem muita condição para pensar, mas o Celso e o cara da operadora me convenceram a mergulhar também… Juro que se tivesse pensado direito não teria fechado o “pacote” mas estava com tanto sono e com vontade de voltar para o hotel que disse para o Celso “decida por mim” e ele, em uma sábia decisão, decidiu que eu iria mergulhar… mais informações no próximo post!!!!

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: